É ou não é irônica essa política pública indiana?
Imaginem: para estimular o planejamento familiar na Índia, algumas políticas públicas locais (com incentivos do governo federal) oferecem aos homens a possibilidade de se beneficiarem com um automovel na condição de realizarem um procedimento de vasectomia. Controla-se a bomba demográfica e como efeitos diretos ficam entupidas de automoveis as ruas e avenidas das cidades indianas além, claro, de um quadro maior de emissão de Gases do Efeito Estufa. Realmente não sei se fico rindo ou se fico reflexivo. Acho que compensa fazer as duas coisas ao mesmo tempo. A notícia na íntegra saiu na Folha On-line. Leiam abaixo e se divirtam, se puderem.

Nano tem motor de 624 centímetros cúbicos de cilindrada, o mesmo que uma moto
Nano tem motor de 624 cm cúbicos de cilindrada, o mesmo que uma moto

Vasectomia rende carro compacto na Índia


A Índia resolveu inovar no controle de natalidade. Preocupadas com o crescimento polucional do país, o segundo mais populoso do mundo, as autoridades indianas costumam oferecer prêmios a quem desiste de ter filhos. O mais novo deles é um Tata Nano.
A cidade de Jhunjhunu, no estado do Rajastão, está oferecendo o compacto a homens que aceitarem fazer vasectomia.
As outras recompensas disponiveis são motos e aparelhos de televisão.
O Nano, da indiana Tata Motors, é considerado o carro mais barato do mundo, com preço de US$ 2.500.
Com 1,2 bilhão de habitantes, a Índia perde apenas para a China na lista dos países mais populosos do mundo.